Dorme meu filho dorme 
Enquanto o lobo não vem
Dorme na lama dorme
No beco esperando Amém 

 

Quem será que virá?
Um gambá, dois gambás 
Ou daqueles roedores 
Que chupa sangue … os credores 

 

Acorda! Meu filho, acorda!
Eles estão aí 
Roendo sua batina 
Vem de dentro da latrina 
Será que você não vê?
Roem até sua vida
Breve não sobra nada

 

Meu filho, ACORDA!
Acorda!!
Sente o cheiro 
Eles estão aí 
Acorda não se demora 
Comem vivo, parasitas 
Matam sem pressa 
E nem se deixam ver. 

 

Acorda! Meu filho, Acorda! 
É tempo de matar ou morrer. 
Há sangue por toda parte 
Ainda que você não vê

 

Acorda por ti, por nós 
Eles estão por aí , por aqui 
Já roeram minhas unhas 
Dos pés e das mãos 

 

Meus nervos ... não foi em vão!
ASSASSINOS! 
Acorda meu filho acorda 
O tempo se vai embora 
Sem essa de esmola 

 

“JÁ MORREU UM MONTÃO!”
É luta meu filho, a solução! 
Não vem com esta de dormir só mais um quinhão. 

 

Nos açoitam por toda parte 
São vidas meu filho, não vê? 
Acorda meu filho, acorda!
Não é hora de morrer!


22/11/20